segunda-feira, 7 de maio de 2018

Nostalgia (1): Relembrando versões antigas do Windows

Olá Pessoal,

   Passei batido em uma data muito marcante, acontecida há muitos atrás e gostaria de compartilhar convosco.

   O Windows foi lançado em 1985. Só foi fazer sucesso na versão 3.0, de 1990. Em 1995 foi lançado o Windows 95 e, há 20 anos, seu sucessor, o Windows 98. Foi sucedido pelo Windows 98 SE (Second Edition) em 1999, pelo Windows ME (Millenniun Edition), em 2000, e pelo Windows XP em 2001.

   Confiram as telas iniciais dessas versões:

(Windows 1.0)

(Windows 2.0)

(Windows 3.0)

(Windows 95)

(Windows 98 / 98 SE)

(Windows ME)

(Windows XP)

  A família Windows 9.x foi algo problemática. Eram baseados no MS-DOS, um misto de 16 e 32 bits que usavam o MS-DOS para o boot (pelo IO.SYS), traziam o kernel e alguns componentes de 16 bits do Windows 3.X, além do kernel Win32 (32 bits). Essa sopa toda não podia dar certo :(

   O objetivo de tudo isso é lembrar do lançamento do Windows 98, ocorrido há 20 anos. Na época, ocorreu o, talvez, maior mico de todos os tempos em um lançamento de um SO. Durante a apresentação, o Windows 98 travou e apareceu a famosa tela azul ("BSD" - Blue Screen of Death). Entretanto Bill Gates, todo poderoso da Microsoft, saiu-se quase genialmente com essa: "This must be why we're not shipping Windows 98 yet."

(Blue Screen of Death do Windows 9.x)

   Confiram, agora, o mico king-kong de 1998! Isso foi um sucesso na TV na época :))


   Simplesmente hilário!

   Na verdade, ao lembrar disso, pensei em uma coisa para fazer: vou tentar criar uma Máquina Virtual para cada versão dessas do Windows. Acho que para as versões mais novas não haverá problemas, mas para as mais antigas... Não sei, vou tentar e colocarei o resultado aqui no blog.

   Antes disso, cabe um esclarecimento: qual a diferença entre Máquina Virtual e Emulador?

   Os emuladores têm todas as instruções realizadas pela máquina real em uma camada de software, localizada sobre um hardware, que pode ser completamente diferente do que está sendo emulado. Em outras palavras, um emulador simula uma máquina de características distintas do computador sobre qual o emulador opera, através de software, traduzindo todas as instruções para instruções do sistema hospedeiro. 

   Já as Máquinas Virtuais também se baseiam em softwares para implementarem as instruções, porém, ao contrário do emulador, não são abstraídas todas as propriedades do hardwares hospedeiro. O programa que realiza a MV gerencia as instruções provenientes dos sistemas convidados e passa algumas para o processador real. Não ocorre a abstração de todo o hardware, como no emulador. Pois máquinas virtuais ainda usufruem de dispositivos de hardware do computador real.

   Alguns sistemas mais antigos (8 bits, como MSX ou Apple II) ou completamente diferentes (BSD, BeOS, OS/2 ou virtualmente qualquer outro) podem ser emulados em outro SO. Entretanto nem todos podem ser utilizados como MV. Quando as máquinas são completamente diferentes (Atari x Mac), deve ser feita a emulação. Quando as máquinas são parecidas (Mac Intel x Windows), as MV são mais utilizadas.

   Aqui em casa eu utilizo com frequência o Windows 10 virtualizado no MacMini. Falarei disso em um post futuro.

   Vou começar a procurar as versões mais antigas do Windows e colocarei aqui, assim que estiverem prontas e funcionamento.

   Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário